Seu Navegador não tem suporte a esse JavaScript!
 
Getulina
"Representantes do povo, trabalhando para o povo"
CÂMARA MUNICIPAL DE GETULINA
CÂMARA MUNICIPAL DE GETULINA
Vereadores recorrem à Brasília para desconto ou isenção na praça de pedágio

Um anúncio publicado no site da empresa Triunfo Transbrasiliana, a qual possui a concessão da Rodovia BR-153, comunica que a tarifa do pedágio entre Getulina e Lins subirá dos atuais R$ 5,20 para R$ 7,70 para os carros e de R$ 2,60 para R$ 3,85 para motos a partir do dia 8 de novembro. Permanentemente debatido em plenário, os vereadores reivindicam diminuição ou isenção da tarifa aos moradores de Getulina que precisam se deslocar até Lins por motivos de trabalho, estudo ou saúde, mas o assunto é difícil de ser resolvido a nível municipal, haja vista que muitas outras cidades brasileiras passam pelo mesmo problema.

Como nas sessões ordinárias os apelos não foram ouvidos, um grupo de vereadores decidiu ir pessoalmente até a capital federal para solicitar aos órgãos competentes um desconto ou até mesmo isenção de pagamento aos veículos registrados em Getulina. Os argumentos são de que o reajuste causará enorme prejuízo aos moradores, afinal são apenas 12km utilizados de rodovia até a cidade de Lins.

Na página da Concessionária, o argumento para o reajuste é que "a revisão tarifária deve-se à recomposição do equilíbrio econômico-financeiro do contrato existente entre a ANTT e a Concessionária Triunfo Transbrasiliana após a inclusão de novas obrigações não previstas inicialmente, conforme decisão judicial que deferiu o pedido liminar da Concessionária".

 "A população já paga muitos impostos, recebe salário irrisório e tem um custo de vida elevadíssimo, sem contar o prejuízo que o comércio de Lins sofrerá com essa medida." - diz o Presidente da Câmara Maninho que foi acompanhado do Prefeito Toninho Maia e de outros vereadores até a capital federal.

Data: 09-11-2018 09:41:42